Amamentação

 

No período da amamentação é muito comum o surgimento de dúvidas, que não esclarecidas podem levar as mães ao desmame precoce.  Para esclarecer alguns dos possíveis questionamentos, o médico pediatra do Hospital São Paulo de Muriaé Carlos Fernando, responde a pergunta:

Problemas nas mamas ou nos mamilos impedem a amamentação?

CARLOS FERNANDO - Se a mãe apresenta mastite (inflamação da mama) que pode às vezes evoluir para abscesso mamário é preciso retirar o leite da mama infectada para tratá-la convenientemente com antibióticos e analgésicos. Neste caso, a mãe pode manter a amamentação em apenas uma das mamas. Assim que o problema for solucionado pode reiniciar a amamentação na mama que estava afetada.

Se os mamilos estão rachados ou fissurados, e em geral acontece porque a criança está sugando em má posição, deve-se corrigir a posição e começar a amamentar no mamilo que não está doloroso. É aconselhável que a mãe deixe uma gota do leite no fim do mamilo após a amamentação (isto facilita a cicatrização), como também, expor os mamilos ao ar livre e ao sol, tanto quanto possível.

Algumas mulheres notam pequenas quantidades de sangue em seu leite ou no vômito da criança e não há fissura ou dor nos mamilos. Mas a mãe deve continuar o aleitamento. A presença do sangue não é prejudicial e logo desaparecerá.

Outras mães têm mamilos curtos. Neste caso, é bom lembrar que o bebê suga a mama e não o mamilo. O mamilo é um ponto de referência para mostrar à criança por onde pegar a mama. Só é necessário que o mamilo e a aréola formem um bico dentro da boca da criança. Às vezes o mamilo se retrai e se você tentar puxar, ele irá se retrair mais. Este é o mamilo invertido que vai dificultar, ou até mesmo impedir o aleitamento.

Quando os mamilos são compridos, a criança às vezes consegue sugar só o mamilo, deixando de pegar na boca parte suficiente do tecido mamário abaixo da aréola. É possível que a mãe consiga uma posição melhor para o bebê pegar uma parte maior da mama, possibilitando a amamentação.



LEIA TAMBÉM OUTRAS DICAS DE SAÚDE